Terça-feira, 12 de Abril de 2005

A Famelga dos Tugas!!!

Familia.JPG

No Domingo, como um bom familiar que sou, lá tive de me deslocar a casa de uma Tia, para mais uma bela festa de anos, festejada em tons familiares.



As reuniões familiares, são um fenómeno sociológico, interessantes de se observar, na Espécie Humana. Em primeiro lugar, pelos rituais que se fazem e em segundo lugar pelos elementos que a constituem.



É por isso, que existem, certas personagens familiares, que são mais ou menos comuns em todas as famílias. Comecemos então a desvendar este fenómeno:



Um dos primeiros familiares que se apresentam em todas as famílias é a “Tia Peixeira”. Todas as famílias têm este elemento. A “Tia Peixeira”, é o elemento, que mal lhe aparecemos à frente, ela começa a badalhocar-nos a cara, cheia de beijos repenicados de saliva. Ela, é aquela pessoa, que quando a encontramos nos autocarros e em locais públicos, nós escondemo-nos, no banquinho lá do fundo, ou num cantinho remoto, para ela não começar a fazer perguntas, a alto e a bom som, em que as nossas vidas privadas são expostas em “praça pública”.



Continuando em matéria de Tios, em todas as famílias, existe o “Tio de França”. O “Tio de França” é aquele familiar que ninguém conhece e foi para França com 18 anos, para ganhar à vida, pois na altura em Portugal a vida estava difícil, e ele como bom familiar que é (ou era) teve que largar tudo e ir para França trabalhar. Saiu de Portugal, apenas com a roupa que trazia no corpo e agora é rico, intitulando-se “empresário por conta própria”, sendo que na verdade é apenas um mero servente de pedreiros. Claro que um bom “Tio de França”, só sabe falar francês (pois a vida em França é dura e ele já se esqueceu da sua língua mãe), é casado com uma francesa loira oxigenada (feia como tudo!!!), proprietária do café Lusitânia, lá dos arredores de Paris e só vem a Portugal em agosto, para passar férias em praias chiques, de nome duvidoso e que nenhum de nós ouviu falar.



Um outro elemento importante da família Tuga é o “Tio Bêbedo”. O “Tio Bêbedo” é aquele elemento, que cheira a álcool etílico e só diz asneiras o tempo todo. O “Tio Bêbedo” é aquele elemento familiar, que toda a gente tem pena, mas ninguém faz nada para melhorar vida, ao pobre homem. Todos gostam de gozar com ele e ele sente-se feliz nos casamentos e baptizados, pois é, pelo espectáculo que faz, o centro das atenções, sendo sempre o primeiro a chegar e o último e a sair do restaurante (claro que a saída, é sempre mais difícil, que a entrada… é que a porta encolhe e o chão treme!!!).



Um outro Tio muito importante na nossa família é o “Tio de Angola”. Toda a gente tem um Tio, que andou a lutar na guerra colonial, que andou a enforcar e a violar “Turras” e por isso é racista e xenófobo e possui uma tatuagem no braço direito a dizer “Amor de Mãe” e outra no esquerdo a dizer “Angola 69”, sendo considerado herói por toda a família por isso. Ele, auto-intitula-se “Herói de Abril”, diz que “no meu tempo é que era bom”, diz mal do governo e do sistema político, mas nunca vai votar, nem nunca faz nada para melhorar a estado em que o País está e como se não basta-se, os nossos pais dizem que ele é um exemplo de vida para nós (se calhar para alguns até é!!!).



Bem!!!, um outro aspecto muito importante nestas particularidades familiares é o “Primo Drogado” (se não for drogado, tem de sofrer de outra maleita qualquer!!!). O “Primo Drogado” é aquele elemento que toda a gente diz que é a “ovelha ranhosa da família”. É aquele elemento, que quando éramos pequenos, jogámos futebol no jardim e fomos “às gajas” pela primeira vez, mas infelizmente seguiu um diferente caminho de nós. Todas as pessoas, quando não querem que façamos determinada coisa, falam-nos do nosso primo… “Vês o que aconteceu ao teu primo!!!”… “Vê lá a tua vida, tem juízinho, olha o que o teu Primo fez!!!”, e nós temos de gramar com isso a maior parte do tempo.



Existe um familiar que só aparece em determinadas famílias, pois por razões óbvias, não é comum em todas as famílias (eu por exemplo não tenho!!!). Esse elemento é o “Namorado da Irmã”. O Namorado da Irm㔠é aquele indivíduo que tem a unha do dedo “mindinho” grande para tirar cerúmen dos ouvidos, que coça os testículos em frente aos nossos pais e passa o tempo todo, com as mãos no rabo da nossa irmã, sendo que quando está sozinho connosco, só elogia a vizinha do lado. Ele desloca-se sempre no seu Renault 5 de 1982, trabalha numa pizzaria ou num restaurante barato e tem um irmão de 8 anos chato, que quando vai lá a casa, só quer ir jogar FIFA 2005, para o nosso computador.



Outros dois elementos que vêm sempre a acompanhar ao domingo a tarde o “Namorado da Irm㔠a nossa casa, são os “Pais do Namorado da Irmã”. Os “Pais do Namorado da Irmã”, são aqueles elementos que vivem numa casita da aldeia e passam a vida a perguntar-nos, quando é que arranjamos namorada, ou a perguntar, quando é que começamos a trabalhar. Têm um quintalzito, lá na terra, onde amanham umas couves e umas alfaces (e bem que eles fazem!!!) e só dizem bem dos nossos pais, mas quando lhes viram as costas, desatam logo, a fazer juízos de valor sobre os mesmos.



Bem!!! Estão apresentados alguns elementos familiares, mais ou menos comuns a todos nós. Claro que isto dava “pano para muitas mangas”, e muitos outros elementos, ficarão a carecer de mais análises… mas o essencial está aqui.

publicado por Pica às 00:47
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De Anónimo a 3 de Maio de 2005 às 23:25
Pronto, mas gajofilia não me parece!!! Estou sempre a tempo de reescrever “trocando por gajos”, soa melhor (fico-me por aqui :P). Bem se isso é um elogio, bem vindo sejais São Elogio! Não é que eu ligue muito a elogios, mas até que mereço! Às horas a que eu escrevo é normal que já esteja na minha sessão de massagens com óleos de aromas divinais a abarrotar de exotismo que possuem plantas egipcias, como Cleópatra que sou; ou que esteja a fazer jus à minha pá, despachando cruelmente os castelhanos (Viva à Padeira de Aljubarrota); ou quiçá, como o outro, eis que surge um grito dentro de mim “Só me apetece é ganir”! Falando a sério… Boas noites Sr. pikovskybela
</a>
(mailto:merllin1@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Maio de 2005 às 13:56
Trocar isso por miúdos... olha que a pedofilia é crime!!! Não tenhas dúvidas que, para mim que não te conheço pessoalmente, possuis uma personalidade bastante interessante (claro que, consto isso, apenas pelos comentários que realizas). Daí ter dito o que disse. Vá fica bem!!!Pica
(http://Picanucu.blogs.sapo.pt)
(mailto:NunitoSantos@iol.pt)


De Anónimo a 25 de Abril de 2005 às 23:21
humm "personalidade enigmática"?! tens que trocar isso por miúdos ... bela
</a>
(mailto:merllin1@hotmail.com)


De Anónimo a 25 de Abril de 2005 às 22:24
Madala, obrigado pela dica. As imagens já estão corrigidas (ou pelo menos espero que assim seja!!!), é que eu não utilizo o explorer como browser da net. Como tal, como utilizo o mozilla, esqueço-me que a maioria do pessoal, usa o explorer e há certas definições, que eu tenho que alterar, para, por exemplo, as imagens funcionarem. Por acaso desconhecia essa coisa dos acentos... muchas gracias!!! Fico contente, pela tua opinião, em relação ao blog, pelo menos eu faço por isso. Fica Bem!!! Pica
(http://Picanucu.blogs.sapo.pt)
(mailto:NunitoSantos@iol.pt)


De Anónimo a 25 de Abril de 2005 às 22:17
Não precisava de ler tudo no mesmo dia, mas consegui ler. Pois!!! parece que tinhas todo o espaço do Mundo para fazeres os teus comentários e parece que o usaste bem. Completaste com imaginação (como é sempre patente nos teus comentários) o artigo... continua assim com essa tua personalidade enigmática. Beijos!!!Pica
(http://Picanucu.blogs.sapo.pt)
(mailto:NunitoSantos@iol.pt)


De Anónimo a 24 de Abril de 2005 às 23:42
Se tirares os acentos dos nomes das imagens, elas vão entrar como deve de ser.
Muito bom o teu blogmadala
(http://www.nossomocambique.blogs.sapo.pt)
(mailto:mistermadala@sapo.pt)


De Anónimo a 24 de Abril de 2005 às 23:29
bem..isto é tipo self-service. Cheguei aqui e não vi nenhum comentário, achei que tinha todo o espaço do mundo. Epah desculpa lá o tsunami de comentários... reparte a leitura: um de manha, outro à tarde, à noite (tipo histórias para sonhoar com coisinhas cor-de-rosa, neste caso mais pó pesadelo!)... enfim..diverte-te com a leitura! Não precisa de ser tudo no mesmo dia... fika!bela
</a>
(mailto:merllin1@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Abril de 2005 às 23:26
O que eu acho muito curioso é a Tia Cusca de serviço. É uma mulher que passa a vida em dieta; adora vestir-se com roupa cor de leopardo, tigre, leão, etc, que, segundo a Madame, comprou no El Corte inglês (quando veio ali da Feira de Carcavelos); adora ler a Maria, e ainda vibra mais com uma boa fofoca sobre o Zé da Marta que pulou a cerca; a ti Almerinda que deserdou a filha porque apanhou a mesma com a “boca na botija”; ou o ti Toino que se desforra todas as manhãs com a Cornélia da sua manada, e a culpa é da ti Mané que não tem a pujança de outrora. Em suma, aplica-se o tão velho, mas sábio “quem conta um conto, acrescenta um ponto”.
Tenho dito. Sê um bom tio Angola, remata como o ti bêbado, uiva como o tê primo lobisomem e solta a ti beijokeira-peixeira que há em ti! Fika bem.
bela
</a>
(mailto:merllin1@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Abril de 2005 às 23:25
Pois também não tenho nenhum elemento dessa natureza, mas acredito em tal descrição (o namorado da irma)bela
</a>
(mailto:merllin1@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Abril de 2005 às 23:24
Sem dúvida que é o elemento que vive na penumbra, é uma espécie de lobisomem (o primo). Só sai da toca para ingerir a ração; embora numa tonalidade mais escurecida, a barba faz o Papai Noel roer-se de inveja; as unhas enrolam assemelhando-se a um anzol; pratica alta competição de suor; os all-star que revestem as suas patas estão roídos pelas traças; as calças estão rotas de tanto se coçar! Vive num quarto de janelas fechadas, e só desperta em noites de lua cheia, a lua ilumina a penumbra contra a sua vontade; renasce a vontade de mais uma dose na veia! E o dia seguinte não existe; o seu calendário é bastante reduzido: noites de lua cheia, aniversário do Bob Marley, suicídio de Kurt Cobain, Passagem de ano (a ganza passa despercebida, a exaltação é tanta!). Sem cura!
bela
</a>
(mailto:merllin1@hotmail.com)


Comentar post