Segunda-feira, 25 de Abril de 2005

Guerreiros Coloniais

guerra colonial.JPG

Muitos falam do 25 de Abril, com uma lágrima, de orgulho, no canto do olho. Fazem isto, porque acabou a ditadura, acabou a censura e acabou o regime de medo que existia do Portugal de então.



Contudo, há uma história que também deveria ser relembrado neste dia. Uma história, em que também morreram pessoas, vítimas de uma disputa de interesses mesquinhos e de objectivos injustos e irreais. Essa história é a história da Guerra Colonial.



A Guerra Colonial, daria um bom filme Americano digno de um Oscar de Holywood, mas as actores foram bem reais. Houve muitos que lá ficaram, outros que vieram e ainda outros que voltaram, mas deixaram em África, algumas partes de si mesmos.



Felizmente ou infelizmente, tenho muitos familiares que combateram na Guerra Colonial e conheço bem, pelo aquilo que eles me contam, a realidade que eles vivenciaram, os amigos que perderam e as circunstâncias em que foram para lá e em que voltaram.



Ainda no sábado, os meus Tios, estiveram-me a contar histórias de Enfermeiros mal preparados, para situações de guerras. Contaram-me histórias de quando alguém precisava de sangue, este era dado directamente do braço do dador, para o braço do ferido. Contaram-me histórias de guerrilhas de matos, em que se passavam horas e horas de tiroteio e eles permaneciam dentro de buracos.



Muitos ainda acordam a meio da noite, a sonhar com as coisas que lá se passaram. Uns sofrem em silêncio, e ninguém os compreende. E só há pouco tempo, é que foram valorizados pelo serviço que prestaram ao País, com a contabilização dos anos de Guerra na reforma.



Enfim!!!, enquanto alguns se regozijam com as modernidades do presente, com as liberdades de expressão, lembrem-se dos “Heróis Injustiçados” do passado, que lutaram por uma guerra, que nunca deveria ter sido travada e por uma Terra que não lhes pertencia.



Por isso um Abraço a todos os Ex-Combatentes, que lutaram por valores, que não eram os deles e por isso serão sempre valorizados e respeitados por todos Nós!!!

publicado por Pica às 21:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 12 de Abril de 2005

A Famelga dos Tugas!!!

Familia.JPG

No Domingo, como um bom familiar que sou, lá tive de me deslocar a casa de uma Tia, para mais uma bela festa de anos, festejada em tons familiares.



As reuniões familiares, são um fenómeno sociológico, interessantes de se observar, na Espécie Humana. Em primeiro lugar, pelos rituais que se fazem e em segundo lugar pelos elementos que a constituem.



É por isso, que existem, certas personagens familiares, que são mais ou menos comuns em todas as famílias. Comecemos então a desvendar este fenómeno:



Um dos primeiros familiares que se apresentam em todas as famílias é a “Tia Peixeira”. Todas as famílias têm este elemento. A “Tia Peixeira”, é o elemento, que mal lhe aparecemos à frente, ela começa a badalhocar-nos a cara, cheia de beijos repenicados de saliva. Ela, é aquela pessoa, que quando a encontramos nos autocarros e em locais públicos, nós escondemo-nos, no banquinho lá do fundo, ou num cantinho remoto, para ela não começar a fazer perguntas, a alto e a bom som, em que as nossas vidas privadas são expostas em “praça pública”.



Continuando em matéria de Tios, em todas as famílias, existe o “Tio de França”. O “Tio de França” é aquele familiar que ninguém conhece e foi para França com 18 anos, para ganhar à vida, pois na altura em Portugal a vida estava difícil, e ele como bom familiar que é (ou era) teve que largar tudo e ir para França trabalhar. Saiu de Portugal, apenas com a roupa que trazia no corpo e agora é rico, intitulando-se “empresário por conta própria”, sendo que na verdade é apenas um mero servente de pedreiros. Claro que um bom “Tio de França”, só sabe falar francês (pois a vida em França é dura e ele já se esqueceu da sua língua mãe), é casado com uma francesa loira oxigenada (feia como tudo!!!), proprietária do café Lusitânia, lá dos arredores de Paris e só vem a Portugal em agosto, para passar férias em praias chiques, de nome duvidoso e que nenhum de nós ouviu falar.



Um outro elemento importante da família Tuga é o “Tio Bêbedo”. O “Tio Bêbedo” é aquele elemento, que cheira a álcool etílico e só diz asneiras o tempo todo. O “Tio Bêbedo” é aquele elemento familiar, que toda a gente tem pena, mas ninguém faz nada para melhorar vida, ao pobre homem. Todos gostam de gozar com ele e ele sente-se feliz nos casamentos e baptizados, pois é, pelo espectáculo que faz, o centro das atenções, sendo sempre o primeiro a chegar e o último e a sair do restaurante (claro que a saída, é sempre mais difícil, que a entrada… é que a porta encolhe e o chão treme!!!).



Um outro Tio muito importante na nossa família é o “Tio de Angola”. Toda a gente tem um Tio, que andou a lutar na guerra colonial, que andou a enforcar e a violar “Turras” e por isso é racista e xenófobo e possui uma tatuagem no braço direito a dizer “Amor de Mãe” e outra no esquerdo a dizer “Angola 69”, sendo considerado herói por toda a família por isso. Ele, auto-intitula-se “Herói de Abril”, diz que “no meu tempo é que era bom”, diz mal do governo e do sistema político, mas nunca vai votar, nem nunca faz nada para melhorar a estado em que o País está e como se não basta-se, os nossos pais dizem que ele é um exemplo de vida para nós (se calhar para alguns até é!!!).



Bem!!!, um outro aspecto muito importante nestas particularidades familiares é o “Primo Drogado” (se não for drogado, tem de sofrer de outra maleita qualquer!!!). O “Primo Drogado” é aquele elemento que toda a gente diz que é a “ovelha ranhosa da família”. É aquele elemento, que quando éramos pequenos, jogámos futebol no jardim e fomos “às gajas” pela primeira vez, mas infelizmente seguiu um diferente caminho de nós. Todas as pessoas, quando não querem que façamos determinada coisa, falam-nos do nosso primo… “Vês o que aconteceu ao teu primo!!!”… “Vê lá a tua vida, tem juízinho, olha o que o teu Primo fez!!!”, e nós temos de gramar com isso a maior parte do tempo.



Existe um familiar que só aparece em determinadas famílias, pois por razões óbvias, não é comum em todas as famílias (eu por exemplo não tenho!!!). Esse elemento é o “Namorado da Irmã”. O Namorado da Irm㔠é aquele indivíduo que tem a unha do dedo “mindinho” grande para tirar cerúmen dos ouvidos, que coça os testículos em frente aos nossos pais e passa o tempo todo, com as mãos no rabo da nossa irmã, sendo que quando está sozinho connosco, só elogia a vizinha do lado. Ele desloca-se sempre no seu Renault 5 de 1982, trabalha numa pizzaria ou num restaurante barato e tem um irmão de 8 anos chato, que quando vai lá a casa, só quer ir jogar FIFA 2005, para o nosso computador.



Outros dois elementos que vêm sempre a acompanhar ao domingo a tarde o “Namorado da Irm㔠a nossa casa, são os “Pais do Namorado da Irmã”. Os “Pais do Namorado da Irmã”, são aqueles elementos que vivem numa casita da aldeia e passam a vida a perguntar-nos, quando é que arranjamos namorada, ou a perguntar, quando é que começamos a trabalhar. Têm um quintalzito, lá na terra, onde amanham umas couves e umas alfaces (e bem que eles fazem!!!) e só dizem bem dos nossos pais, mas quando lhes viram as costas, desatam logo, a fazer juízos de valor sobre os mesmos.



Bem!!! Estão apresentados alguns elementos familiares, mais ou menos comuns a todos nós. Claro que isto dava “pano para muitas mangas”, e muitos outros elementos, ficarão a carecer de mais análises… mas o essencial está aqui.

publicado por Pica às 00:47
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Domingo, 3 de Abril de 2005

Até ao Último Suspiro!!!

Papa.JPG

O Homem que mudou a igreja… Morreu!!!



O Homem que mudou mentalidades… Morreu!!!



O Homem do Povo, dos Jovens, dos Pobres e dos Oprimidos… Morreu!!!



O Homem, que enquanto viveu, deu uma lição de vida a todos e mesmo física e mentalmente diminuído, continuou a lutar por permanecer entre nós… Morreu!!!



Já dizia a Bíblia “Paz aos Homens de Boa Vontade”, por isso:



Paz a Karol Wojtyla, pois de todas as pessoas do Mundo, será aquela que mais merece o Paraíso e a Paz eterna.

publicado por Pica às 21:12
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Exp

. Fora com os D'ZRT

. Desabafos de Um Dia Exaus...

. Ao meu Paulão!!!

. Um Outro Portugal...

. Ha Bom!!! Afinal Faz Bem....

. Ao Fiel Amigo Barbeiro...

. Um Momento Poético

. Fogo!!! o mesmo Problema ...

. Dia Mundial de Luta Contr...

.arquivos

. Dezembro 2007

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds