Terça-feira, 13 de Abril de 2004

Cançonetas Infantis II

Ontem, depois de analisar a canção do Coelhinho, lembrei-me de uma canção certamente conheçida por todas as crianças e que toda a gente conheçe e sabe-a cantar de cor e salteado.


Essa canção é a canção do "Atirei o Pau ao Gato".


Descobri que essa canção é de uma violência extrema , tendo um final muito injusto e que deveria ser banida dos repretórios da criançada mais inocente, senão vejamos:


Atirei o pau ao gato...to...to, mas o gato..to...to, não morreu...reu...reu, dona chica...ca...ca, assustou-se...se...se, com o berro...o berro que o gato deu... MIAU!!!


Atirar um pau ao gato não é um acto de amistosidade (pronto!!! já estão a pensar que um biqueirozito já é um acto amistoso, pois enganei-se, também não o é. Agora tava aqui a lembra-me, que uma vez mandei um tiro de pressão de ar ao gato da minha avó e lixei-lhe o nariz todo...mas isso já é outra história).


Mas o pior não é atirar o pau ao gato, o pior é que este acto foi feito com o intuito de matar o animal, ou seja um acto totalmente deliberado, só que o felino escapou e essa acção não passou de uma mera acção infortuita. (Continuo a não perceber, para que raio serve a Sociedade Protectora dos Animais)


Mais ainda, não fosse atirar o pau ao gato para matá-lo e o objectivo fora fracassado, o filha da puta do gato fez MIAU e assustou a dona Chica. (Agora quem é esta mulher não sei, talvez seja a proprietária do felino...ou não!!! fica ao vosso critério).


Depois desta confusão toda, vem a segunda parte da canção:


Sentada à chaminé...né...né, tava uma pulga...ga...ga, mordeu-me o pé...pé...pé, ou ela sai, ou ela fica, ou vai-se embora, pulga malditAAAA!!!


Ou seja, depois desta confusão toda, eu pergunto:


-Mas o que deu ao miúdo para ir para cima da chaminé?


-Tava armado em Pai Natal? era?


É que depois de ter atirado um pau a um gato, este não ter morrido e a dona Chica ter apanhado um susto do caraças, o anormal do miúdo foi para cima da chaminé sentar-se. Só que fodeu-se, pois quem também lá estava sentada, era uma pulga que esfomeada (também podera em cima de uma chaminé só uma dentadinha de 365 dias em 365 dias no cú do pai natal...e isso é se ele existe-se!!!) imediatamente mordeu-lhe o pé.


E depois disto tudo, o miúdo, ainda tem o descaramento de se virar para a pulga e lhe perguntar:


-Então caralho!!! vens ou ficas? (pelo menos é o que a canção diz: "ou ela vai ou ela fica")


Bem!!! o desfeixo desta canção, acaba com o cabrão do miúdo, a chamar maldita à pulga (o que é bastante compreensível).


Digo que é bastante compreensível, pois quem fez a merda toda foi o miúdo, atirou o pau ao gato e essas coisas todas e quem é a má da história é a pobre da pulga, que coitadinha estava no seu território natural (a chaminé, toda a gente sabe que as pulgas nascem nas chaminés) sem fazer mal a ninguém (só mordeu o fedelho, mas foda-se!!! a pulga é um parasita) e é que acaba por ser maldita.


No meio desta desta violência toda e desta tentativa de homícidio (sim homícidio...tentou-se assassinar um gato, por mais bonito ou feio que esse felino possa parecer) dizem que esta canção é muito educativa, tornado-se mesmo, uma das mais preferidas da criançada.


Está agora explicada, a razão de as prisões estarem cheias de presos e a marginalidade estar cada vez mais a aumentar no nosso País.


Não é há toa que se diz:


"De pequenino é que torçe o pepino"             

publicado por Pica às 17:42
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 3 de Maio de 2005 às 14:14
OK, fico contente por isso. Aliás era esse o meu objectivo. Fica bem!!!Pica
(http://Picanucu.blogs.sapo.pt)
(mailto:NunitoSantos@iol.pt)


De Anónimo a 28 de Abril de 2005 às 16:09
Parabéns nunito, fizeste-me rir com este post, não foi nada que já não me tivesse assolado o cérebro. :)rioma
</a>
(mailto:rioma@sapo.pt)


De Anónimo a 27 de Abril de 2004 às 22:26
ÓH meu Ganda paneleiro!!!, é justo que faças a merda de um comentário, porque não ando aqui a escrever isto pa tu tares a tocar punhetas em frente ao computador e tares a leres esta merda. Por isso se eu escrevo tu lês e comentas que a merda deste blog não é pa tar aqui às mosca (percebeste? merda...moscas...). Portanto sempre que aqui venhas é pa comentar os posts caralho!!!
Vá mas pronto tiveste a honestidade de cá vir, o que já é muito bom!!! (pelo menos pa mim). Toni, my friend, fica bem. PS:atenção aos erros ortográficos, continuas a mesma merda a português. (GEITO!!!) Pica
</a>
(mailto:Picanucu@.qqcoisa.pt)


De Anónimo a 27 de Abril de 2004 às 22:14
FSD ISTO É UMA MERDA, TER QUE FAZER A PUTA DE UM COMENTARIO NÃO CABE NA CABEÇA DE NINGUÉM.
MAS PRONTO, UMA VEZ QUE TU ENSISTES EM QUE EU FAÇAS ESTA MERDA SEM GEITO NENHUM EU FAÇO, QUE NÃO SEJA POR CAUSA DISSO QUE FIQUES CHATEADO COMIGO.
Agora a´sério, esta cena do blog tá muito fixe. continuaToni
</a>
(mailto:Woodman182@hotmail.com)


Comentar post